domingo, 29 de julho de 2012

O menino, os pombos e um violino

Foto da internet
garotinho moreno trajando bermuda branca, toca um violino e duas pombas sobrevoam o mesmo.
o menino tem os olhos cerrados, como num transe ao tocar o violino.
cabelos negros e curtos
pés no chão.
pureza de menino.

Caros amigos me perdoem pelo sumiço, mas eu passei uma temporada por entre montanhas e lá o sinal da internet não chegava nem a cacetada.
Mas estou de volta com muita saudade.
Abraços a todos.
Ton Praddo.

domingo, 15 de abril de 2012

O encantador de gatos

Garotinho loiro sentado na soleira de uma porta, tocando flauta de madeira, olhos fechados e a sua frente um gato branco e preto ainda filhote, observa-o atentamente.
O menino usa um jeans sujo com as pernas dobradas e camiseta branca levemente encardida.
Ao fundo da foto as imagens são desfocadas.
Ao lado do pé esquerdo da criança nasce um pequeno arbusto no chão e ao lado do seu ombro direito nasce outro arbusto também, ambos incrustados na parede.

Meninos africanos


Vinte e duas crianças africanas sentadas com as pernas esticadas e as laterais dos pés juntas formando um círculo.
Os pés formam uma espécie de cesto redondo.
Um dos meninos fala enquanto os outros olham atentamente.
Estão sentados no chão, num capim verde, vestem uma espécie de sunga larga da cor bege cru.
Tem cabelos curtos enroladinhos.

Foto recebida no facebook da amiga
Perciliana com o seguinte texto:

"Um antropólogo propôs um jogo aos meninos de uma tribo africana. Pôs uma cesta cheia de frutas perto de uma árvore e disse aos meninos que aquele que chegasse primeiro ganharia todas as frutas. Quando deu sinal para que corressem, todos os meninos se deram as mãos e correram juntos , depois juntos sentaram-se para desfrutar do prêmio. Quando ele perguntou-lhes por que tinham corrido todos assim, se um só poderia ter ganhado todas as frutas, lhe responderam: UBUNTU, como um de nós poderia estar feliz se todos os demais estão tristes? UBUNTU na cultura Xhosa significa: "Eu sou porque nós somos."

sábado, 7 de abril de 2012

Dia nacional do Braille



dia nacional do braille

Dia 08 de abril, comemoramos o Dia Nacional do Braille no Brasil.
Devemos render reverências a José Álvares de Azevedo, pioneiro no ensino para deficientes visuais no Brasil.
O Braille possibilita a leitura para pessoas com deficiência visual, é um sistema de leitura para cegos por meio do tato, criado pelo francês Louis Braille, que perdeu a visão aos três anos de idade. Louis Braille apresentou a primeira versão do seu sistema de escrita e leitura com pontos em relevo para a utilização do deficiente visual em 1825.
Sua escrita é baseada na combinação de 6 pontos, dispostos em duas colunas de 3 pontos, que permite a formação de 63 caracteres diferentes que representam as letras do alfabeto, números, simbologia aritmética, fonética, musicográfica e informática.

Infelizmente nos dias de hoje a escrita Braille para muitos deficientes
se tornou obsoleta, já que a tecnologia tornou a vida do deficiente mais
pratica com os leitores de tela e celulares.
Na escola as matérias são digitalizadas e o deficiente usa um notebook, é muito importante a tecnologia nas nossas vidas, nos dá mais liberdade, mas não devemos deixar a escrita Braille em segundo plano pois muitos deficientes que utilizam a internet já esqueceram da escrita,
Não podemos deixar que esta bela ajuda que Louis Braille criou e que tanto ajudou no passado
às pessoas deficientes se incluir no contexto escolar... morrer.

O Dia Nacional do Braille no Brasil nos convida para uma reflexão, onde a inclusão social dos deficientes visuais aponta uma necessidade no país, então porque o Braille anda esquecido?

- Porque o computador faz tudo e o Braille é mais lento...

Essa foi a resposta que recebi de um aluno dia desses...
Mas eu preciso do Braille no cardápio do restaurante, na bula do remédio, no clássico da literatura e para mandar um cartão de Feliz Páscoa para o meu amor...
Fui apresentado a esse sistema de escrita e 1986, pois um amigo era deficiente visual e eu achei muito interessante a maneira dele escrever...
Na época éramos deixados de lado, ele por ser cego e eu era um gordinho esquisito...
Foi lucro para mim, pois dediquei parte da vida a essa aprendizagem e fiz grandes amigos e hoje faço um trabalho diferenciado com meus alunos onde apresento a eles esse sistema que na minha opinião deveria ser disciplina nas escolas.

Texto feito a 4 mãos, Professor Ton Praddo e Professor Marcos Aurélio Júnior

José Álvares de Azevedo
________________________________________
(1834 - 1854)
________________________________________
Patrono da Educação dos cegos no Brasil nascido na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Império, um vulto tem projeção especial por ter sido um pioneiro, missionário e idealista da Educação dos Cegos no Brasil. De uma família abastada, era filho de Manuel Álvares de Azevedo, e tendo nascido cego teve especial dedicação por parte dos seus pais, e desde cedo, despertou mostrou-se de grande vivacidade e inteligência precoce. Um amigo da família, Dr. Maximiliano Antônio de Lemos, soube que existia, na França, uma escola para atender a alunos cegos e onde o menino poderia estudar e após muita relutância, seus pais acabaram aceitando a idéia de enviá-lo à Europa (1844) para estudar no Instituto Real dos Jovens Cegos de Paris. Depois de seis anos ininterruptos, dedicando-se inteiramente aos estudos, e justamente durante um período em que o invento de Louis Braille estava sendo experimentado, voltou ao Brasil como um brilhante ex-aluno da escola de Paris (1850), com o propósito de difundir o Sistema Braille e com o ideal de poder criar uma escola para cegos, semelhante ao Instituto Real dos Jovens Cegos de Paris. Escreveu e publicou, na imprensa, artigos sobre as possibilidades e condições de pessoas cegas poderem estudar, sendo ele próprio um exemplo dessa realidade e tornou-se professor do Sistema Braille para pessoas cegas, no Brasil, ensinando a ler e a escrever a outras pessoas, tirando-as do analfabetismo. Assim começou a ensinar a uma moça cega,Adélia Sigaud, filha do Dr. Francisco Xavier Sigaud, médico francês naturalizado da Corte Imperial, que o levou para uma entrevista com o Imperador do Brasil, D. Pedro II. A demonstração de como uma pessoa cega podia escrever e ler correntemente, pelo Sistema Braille, deixou o Imperador  interessado e sensibilizado e imediatamente concordou com a idéia e a proposta de se criar uma escola para cegos, semelhante à escola de Paris, no Rio de Janeiro, e delegou plenos poderes ao jovem professor e ao seu médico Dr. Sigaud, para desenvolverem o processo para a criação dessa escola. Desse ideal resultou na fundação do Imperial Instituto dos Meninos Cegos, depois Instituto Benjamin Constant (1891) em homenagem ao seu terceiro diretor, cujo ato de inauguração ocorreu no dia 17 de setembro (1854). Porém para tristeza dos presentes ao ato da inauguração, o seu idealizador não estava presente, pois morrera seis meses antes, no dia 17 de março de 1854, vítima de tuberculose, com apenas vinte anos de idade. No entanto o grande objetivo do jovem idealista tornava-se uma realidade e seu nome eternizado na mente dos deficientes visuais do Brasil. O Doutor Xavier Sigaud tornou-se o primeiro diretor do Instituto (1854-1856) e também morreu dois anos depois.
http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/JoseAAze.html

Pessoas que apoiam essa iniciativa:





Professor Ton Praddo





domingo, 1 de abril de 2012

Obama


Foto levemente desfocada
O Sr. Presidente dos EUA OBAMA ao centro da foto, usa calça cinza, camisa vermelha de mangas curtas, toma sorvete, ele tem uns óculos na cabeça e usa relógio preto no braço esquerdo. Entre quatros meninas, sendo uma, da ponta da direita é branca, usa uma pulseira no braço direito e as outras três são negras com cabelos étnicos.
Elas vestem saias brancas e suas camisetas são todas num tom azul celeste.
Ao fundo carros e um homem em pé do lado esquerdo da foto.
Todos sentados num banco de concreto.

Fonte: Face Book, descrição solicitada pela Sra. Milca Helena Silva Almeida
Agradecemos a visita no nosso blog, convide seus amigos.

Photo slightly blurred
The U.S. President OBAMA to the center of the photo, use gray pants, red shirt with short sleeves, makes ice cream, he has glasseson his head and wears black watch on his left arm. Among the fourgirls, one from the tip of the right is white, wears a bracelet on her right arm and the other three are black with ethnic hair.
They wear white skirts and the shirts are all in a sky blue tone.
In the background cars and a man standing on the left side of the photo.
All sitting on a concrete bench.

Source: Face Book, description requested by Mrs. Milca Helena Silva Almeida
Thank you for visiting our blog.
Invite your friends.

sábado, 31 de março de 2012

Canoa branca

Em algum lugar na polinésia Francesa
Canoa branca com bordas em preto
sobre uma areia branca
ao fundo o mar azul celeste e
na linha do horizonte um azul marinho em degradê até chegar no azul índigo.

sexta-feira, 30 de março de 2012

uma flor para você

foto em close up ( bem pertinho)
cão com grandes orelhas marrons tem os olhos mais meigos do mundo.
segura na boca uma flor do campo rosa chá
com gordas patas brancas se apoia em chão rústico de madeira
ao fundo dois degraus.
o cão olha para cima carinhosamente
algumas pintas marrons foram desenhadas por Deus em seu focinho
fazendo com que ele seja mais lindo ainda.

pasta ao pesto

Ton Praddo
Fundo marrom, pois trata-se do tampo de uma mesa, a direita um guardanapo.
Ao centro um prato branco quadrado acondiciona um linguini branco coberto por um molho de manjericão, rúcula e sálvia embebidos em azeite português.
Nozes moídas grosseiramente por sobre essa massa.
Logo abaixo do prato está escrito em vermelho: Chef Ton Praddo.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Bob, o boneco legal

Bob é um boneco de 0,40 cm de altura feito em tecido de algodão, com enchimento em material anti alérgico.
Usa uma camiseta verde cítrico de feltro com o sinal de igual aplicado na frente.
Tem um short verde musgo.
Um tênnis de feltro na cor cinza com solado amarelo ouro.
Tem uma carinha de felicidade, pois ele é feliz, ele usa uma muleta de madeira.
Só precisa de você.
Bob está a venda por R$ 38,00 com frete incluso.
Mande um e-mail para

wellingtonpraddo@hotmail.com

e faça seu pedido que em uma semana você poderá ter a companhia de Bob ou fazer uma criança sorrir com ele.
Em breve Bob terá uma companheirinha!!!

sexta-feira, 16 de março de 2012

Mulher linda


Dança do ventre
Uma mulher cadeirante dança;
Braço esquerdo mais alto que a cabeça
Mão direita na altura da cintura a segurar um fino lenço azul que mais parece um pedaço de nuvem que fugira do céu...
Linda, seios fartos, lábios convidando para um longo beijo.
Seu ventre é acariciado por contas azuis que brilham
Ela tem seus olhos cerrados, quisera eu ver esses olhos...
Quisera eu ser olhado por esses olhos...
Suas pernas estão envoltas numa saia preta, que me faz viajar por curvas imaginárias
Ao redor dessa deusa pessoas boquiabertas...
Quisera eu ter todo o tempo do mundo 

Preto e branco


Um negro musculoso segura ternamente uma criança branquinha...
Ambos sorriem porque o amor está os unindo.
A criança cabe inteira no antebraço do negro.
Os dois tem os lábios róseos.
A mão do homem é maior que a cabeça do bebê.
A criança está nua, olhos felizes
A pele dos dois é de um brilho intenso e eles tem mãos carinhosas

quarta-feira, 14 de março de 2012

Álbum de família

Fonte: Revista Época
Linda família, o pai segura a filha, apoia a criança no peito e a mantem firme com a mão esquerda.
A esposa é amparada num carinhoso abraço com a mão direita.
Ele é todo sorriso, homem bonito e olhos quase fechados de tanto sorrir - felicidade pura
Ela, mulher bela, linda mãe - é todo sorriso.
Ele usa uma camisa azul piscina e azul marinho, a esposa um azul cor da paz, a pequena filha veste uma roupinha cheia de babadinhos em branco e azul marinho.
Seus nomes?
Felicidade;
Alegria;
E... Amor.
Mas a esposa tem síndrome de down;
O moço do sorriso largo tem deficiência intelectual;
O bebê apenas herdou o amor dos pais, numa daquelas coisas que a gente jamais entende...
É muito amor numa fotografia só, onde predomina o cerúleo azul, a paz e mais e mais amor.

Para saber mais dessa família feliz, acesse aqui!!!

Tarde gris (vídeo audiodescritivo)

Esse é meu quintal!

Dia da poesia


Dia 14 de março, dia da poesia
Vou recitar uma  poesia que não me sai mais da cabeça
Benjamin Constant
Fala de amor...
Aproveito para agradecer aos amigos as visitas no blog.


Todo sentimento precisa de um passado pra existir
O amor não, ele cria como por encanto um passado que nos cerca
Ele nos dá a consciência de havermos vivido anos a fio
Com alguém que a pouco era quase um estranho
Ele supre a falta de lembranças por uma espécie de mágica...
Benjamim Constant

Harry Potter e Edwiges

Bruxinho amado e sua fiel coruja branca Edwiges, ela tem umas pintas brancas nas asas, seus olhos são amarelos e pupila negra. Olhar sério e cauteloso.
Harry tem cabelos lisos, boca vermelha.
Parece que ele usa um capacete redondo, mas são seus lindos, lisos e negros cabelos.
De olhos azuis fortes Harry usa óculos redondinhos, parece que emprestou do John Lennon...
Ele tem a face alva, parece uma porcelana, branquinho, branquinho...
Menino de olhar decidido e firme, porém doce.
Está usando um cachecol listrado, listras grossas em preto e caqui.
Parte se sua gravata azul com uma listra amarela e preta aparece, assim como parte do brasão da escola.
Foto com fundo azul escuro e raios em azul claro, parece estar numa floresta.

Foto mais vista do mundo

Foto: National Geographic1985
O nome da mulher é Sharbat Gula, e seu rosto foi capa da revista norte-americana National Geographic em 1985.
Ela é Afegã, tem expressivos olhos verdes, as bordas de suas pupilas são acastanhadas
Tem uma suave mancha no nariz.
Pele morena.
Lisos cabelos são cobertos por uma túnica que fica entre o vermelho e o marrom com de terra, esse tecido é velho e surrado, gasto e ralo em alguns lugares onde as fibras são desfiadas.
O fundo da foto é esverdeado, mas levemente desfocado o que não nos dá importância.
Apenas o rosto de medo dessa mulher é retratado de forma forte e marcante - inesquecível
Lábios secos.
Pele mal tratada.
Sobrancelhas grossas.
Beleza selvagem e amedrontata.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Raio "X" do amor

Adicionar legenda

Uma das fotos mais lindas que eu já vi.
Essa foto vem com um texto:

"Um beijo.
De um homem e uma mulher?
Ou dois homens?
Talvez duas mulheres?
Seriam elas negras?
Ou um branco e um pardo?
Uma índia e um mulato?
Quem se importa?
São humanos e o amor vem de dentro"

A pessoa da direita coloca a mão no rosto da pessoa da esquerda...
Bocas coladas

Seria uma foto qualquer;
Um beijo qualquer, mas trata-se de uma reprodução de pessoas em raio "x", logo não sabemos os respectivos sexos...
E por acaso precisa saber?

Chaplin faminto


Foto em preto e branco
Com cabelos repartidos ao meio e semblante faminto
Chaplin tem um garfo na mão esquerda e uma faca na mão direita
No prato um sapato velho.
mesa de madeira velha
ele tem olheiras
poderiam ser de fome
o cadarço do sapato está sendo puxado pela mão esquerda como que pega um espaguete, no alto da cabeça...
Elegantemente vestido
Ao fundo uma parede de madeira o que nos dá a ideia de uma estalagem
Olhar triste.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Norma Jeane Mortensen

sephablog.com

Homenageando todas as mulheres neste dia 08 de março...

Foto em preto e branco
Norma Jeane Mortensen, americana linda
Com chapéu de abas largas, na aba direita pendem rosas brancas com folhas escuras
Do lado direito a aba fica na posição normal
olhos calmos acastanhados
o segundo plano da foto é sépia
semblante de paz e contemplação
cabelos escondidos no chapéu...
usa um par de brincos de uma pedra em cada orelha
decote sóbrio
parece usar um sobretudo sério e preto
ela é Marilyn Monroe.



Agradeço aos amigos americanos,Alemães, Canadenses, Portugueses, Japoneses, Russos, Holandeses e Uruguaios por visitarem nosso blog.
E é claro, aos brasileiros!
Juntos somos um!
Professor Ton Praddo





Honoring all women on this day March 8 ...


Photo in black and white
Norma Jeane Mortensen, beautiful American
With wide-brimmed hat, the right flap hanging white roses with dark leaves
On the right side tab is in its normal position
calm brown eyes
the background of the photo is sepia
semblance of peace and contemplation
hair tucked in the hat ...
uses a pair of earrings in each ear a stone
cleavage sober
seems to use a particularly serious and Black
she's Marilyn Monroe.


Thanks to American friends, Germans, Canadians, Portuguese,Japanese, Russian, Dutch and Uruguayans for visiting our blog.
And of course, the Brazilians!
Together we are one!
Professor Ton Praddo

terça-feira, 6 de março de 2012

Deus pintor

Fonte: Google imagens
Foto montagem:
Deus está com um pincel, colocando cor no planeta Terra.
É tudo parcialmente escuro.
três estrelas tentam iluminar a escuridão
Deus tem mão pesada, mas pinceladas precisas e longas...
O verde é forte
O azul divino.

Casa do Papai do Céu

Igreja de Santa Lucrécia By Ton Praddo

Casinha azul e branca, velhinha
Pequenina, até bem conservada.
Porta torneada na entrada
duas janelinha tristes do lado direito.
muro baixinho ao redor.
simplicidade abençoada
crianças brincando ao redor.
uma cruz no alto da casinha.
- Nossa que igreja pequenina ! Disse admirado.
-É a casa do papai do céu disse uma criança com a testa franzida.

domingo, 4 de março de 2012

Deus

Fonte: Orkutrecados.net
Belíssima fotomontagem onde Deus do auto de sua magnificência olha desolado para a Terra e suas criaturas.
E'le certamente está triste, pois estamos destruindo nosso planeta.
E'le ainda nos manda a a chuva
aí pedimos o sol
E'le nos manda o mais lindo dos astros 
Reclamamos do calor
E'le nos manda o inverno 
e reclamamos do frio.
E ele nos dá a vida e alguns de nós suicida-se.
Nessa gravura Deus tem as mãos grandes e másculas, barba rala e vestes em tons pastéis...
Sua aura trêmula ilumina a Terra que é de um azul cerúleo infinitamente belo.
Deus nos dá o belo e nem sabemos o que fazer...


Professor Ton Praddo

sábado, 3 de março de 2012

Menino triste

A mãe o segura pela mão.
Cabelos castanhos lindamente espalhados
boca triste
olhos com lágrimas gordas
olhos cheios
olhos vermelhos
coraçãozinho apertado
certamente seu único problema é não ter o brinquedo que pediu a mãe.
manga da blusa laranja encardidamente infantil.
sinto vontade pegá-lo no colo e fazer uma palhaçada, só para iluminar essa face dolorida.
Menino lindo que chora, seu lábio superior é grosso e expressivo.
queixo bem desenhado - menino forte.

Chapling olhar alhures

Se essa fotografia fosse uma música seria:


"Longe, lá de longe

Onde toda beleza do mundo se esconde
Mande para ontem

Uma voz que se expanda e suspenda esse instante
Lá de longe

De onde toda a beleza do mundo se esconde
Mande para ontem

Uma voz que se expanda e suspenda esse instante
Lá de longe..."

Marisa Monte é claro,

Com o fundo desfocado Chapling em primeiro plano retrata uma melancolia, com uma certa dose de ansiedade;
Aquela ansiedade dos que esperam a hora de rever o grande amor.
Mas existe dor no seu olhar.
mão na boca, tentando conter uma frase que ainda não fora dita.
Com sua cartola simples e roupinha surrada, mas elegante sempre.
Bengala perdida no contexto, tamanha melancolia. Rugas secas.


Segue vídeo com a música citada lá em cima.

Orquídeas tímidas

Cinco orquídeas tímidas e adultas, duas orquídeas meninas.
Obra de LUIZ POLETTI, com hastes longas e verdes, suas extremidades são mais escuras, a luz amarela incide da direita para a esquerda.
Moldura sobriamente marrom.
Quadro profundo, silencioso...
Suas pétalas brancas foram pinceladas com um suave e lento amarelinho esverdeado.
São remexidas, mas não perdem a timidez.

Chaplin e o cachorro

Vira latas e amigos
Em preto e branco, Chaplin dorme num chão qualquer, sua cabeça é apoiada num cachorrinho branco com uma mancha cinza no olho esquerdo.
Tranquilidade e amor, cumplicidade e confiança, tudo o que amigos devem esperar uns dos outros..
Terra seca e dura abriga os vira latas nesse sono infantil.

O cadeirante e o flautista

Um delicioso sorriso estampa o rosto do menino cadeirante ao ouvir a suave música do flautista chinês;
Conectados pelo amor das notas musicais.
Membros retorcidos, menino feliz.
Em tom pastel, mas para exageros de cor onde há amor?

sexta-feira, 2 de março de 2012

Pra quem chora

Meus amigos, espero que gostem, mandem sugestões...
Que vocês querem ouvir aqui?
Já conhecem meu estilo na descrição;
Peçam pois na medida do possível eu farei com o maior carinho...
E se for impossível, a gente dá um jeito.
Ah, domingo vou visitar uma igrejinha bem antiga, depois conto pra vocês.
Beijo do Ton

quinta-feira, 1 de março de 2012

Beijo doce

Vi o açucareiro ali sozinho, molhei meus lábios com saliva e tasquei-lhe um beijo...
Fiquei ali parado alguns instantes...
O rosado dos meus lábios fora substituído pelo branco virginal do açúcar.
Minha barba tímida via tudo sem comentar.

Amor entre diferentes

Uma cena de amor no meu quintal
O maracujá ainda verde e brilhante segura uma folha de chuchu que caiu perto dele
Mas a folha está seca e já sem vida,
Mas o maracujá desconhece a morte
Segura firmemente a folha morta.
O vento tenta avisar...
Eu tentei avisar, mas ao chegar perto decidi não me intrometer
Ao fundo já desfocada a pareces de tijolos fica triste ao observar um romance impossível.
Mas a natureza do alto de sua sabedoria fez nascer embaixo do casal uma parreira com ramos de maracujá e ramos de chuchu entrelaçados.
Entendi então que existe amor ali.

Assassinato

No canto do quintal encontrei um vaso que parece uma cestinha;
Tinha uma flor de maio quase morta.
Ramos secos pendem do vasinho
O verde não existe mais
Galhos cinza como a parede
Preto e branco triste
Assassinei uma vida

Sol de comer

Retângulos dourados de abóbora verde, fritos em óleo muito quente.
Dispostos redondamente numa tigela octogonal,
No centro do círculo feito de abóboras, brotos de feijões passados levemente na manteiga circulam uma tacinha de licor com um molho de cebolas doces e caramelizadas
Fiapos de pimentões vermelhos tentam chamar a atenção - inútil tentativa.
Parece um sol - um sol de comer.

Tomates envergonhados

Dois tomates escondidos atras de folhas de manjericão;
Posso sentir o sabor doce dessa fruta que se disfarça de legume e está presente em minha mesa todos os dias.
Uma das folhas do libidinoso manjericão se aproveita para afagar o tomate.
O tomate parece gostar...

Fome

Foto em preto e branco.
Vidas sem importância - mulher negra da Somália amamente seu filho subnutrido;
A cabeça da criança parece enorme devido a sua magreza
Suas costelinhas podem ser contadas por falta de gordura saudável em seu corpinho negro.
Os seios da mãe parecem meias surradas, esquecidas no varal de uma casa numa cidade fantasma;
Mamilos ressecados
Seios murchos;
Seios secos.
Meus olhos ficaram úmidos.

Gatinhos na parede

Uma parede de tijolos de terracota tem um buraquinho e dele saem dois gatinhos curiosos.
Olhinhos ávido a olhar a rua,
Sinto medo e curiosidade no brilho tímido de seus olhos
Riscos de pelos pretos contrastam com pelos amarelos e brancos.
Foto retirada do post de Eu Amo Muito Voce

Moço e o tigre

Certamente um chinês, alimentando um tigre;
Tem o corpo tatuado e bronzeado assim como o tigre tem seus pelos tatuados de preto.
O amarelo predomina a fotografia, nuances de paz e confiança.
Numa das mãos do moço uma cumbuca branca com alimento, noutra hashis.
O chinês está sentado numa pedra encostado a uma árvore - a paz existe ali.
Foto retirada de um post do amigo Sergio Gianelli.

Menino no balanço

Foto retirada da internet, do FACE BOOK da amiga Eliana Maria
Garotinho loirinho num balanço preso a cordas numa árvore;
Ele usa uma camisa azul clarinho e segura um gato no colo;
Abraça o bichano carinhosamente sustentando o mesmo com suas perninhas curtas.
Tem sapatinhos com de vinho e boca vermelha.
Ao fundo a paisagem se desfoca apreciando o abraço.

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Maritacas namoradas

Lindo casal de maritacas que me visitam sempre a partir das dezessete horas.
Elas sabem que gostamos delas, por isso cantam para nos chamar a atenção.
De acordo com a luz do sol, o verde de suas asas viajam por tonalidades indescritíveis.
Namoram no alto de um poste e bailam nos fios de alta tensão.
Tem um fio retorcido, de alumínio, deve ser inveja por viver sozinho no alto daquele poste.
Tem sorrisos em seus olhinhos negros que minha câmera insiste em buscar.
Aproveito desse zoom emprestado e me imagino ali ao lado desse casal que se ama.

Eu e os vinhos

Estou numa adega climatizada num restaurante que eu dei uma consultoria.
Atras de mim existem vinhos caros, tem vinho com o preço de um carro zero.
Eu conheço pouco de vinhos.
Estou com a mão direita no queixo, mas não é para fazer charme não, é que eu fui fazer a barba depressa e causei um corte...
Meus olhos estão cansados mas estou quase a sorrir.
Cabelos desarrumados, pois usava uma bandana na cozinha, a bandana está torcida e amarrada no meu pescoço.
Uso um jaleco preto, fico com uma cara de sério, mas é só a cara.
Estou com uma cara jovem!

Janela intrometida


É uma fotografia que criou vida, foquei um lustre numa ruazinha em Paraty - RJ, mas logo atras apareceu uma charmosa janela entreaberta, que tentando roubar a cena.
Em estilo colonial, emoldurada por um amarelo pálido, parece que alguém pincelou farinha de milho em sua volta.
Não é bonita, mas tem presença.
O lustre ainda com seu brilho quase não aparece por causa dela.
E os dois objetos sozinhos, deveriam ser juntar, tentam cada um ser mais belo que o outro.
O conjunto é romântico, mas o orgulho deles não os deixa ver tal romantismo e vão seguir sozinhos por todo o sempre...

Garça sem graça

Parece que ela está com medo de molhar os pezinhos, pescoçudinha olha para a direita procurando peixes;
Mas a água é muito suja, os peixinhos foram embora...
Ela está na entrada de uma marina, 
barcos entram e saem por ali, 
mas ela espera que algum barco venha carregado de peixe, lá do oceano.
Seu reflexo na água do rio é tremulo, mas belo.
A água é de um verde musgo intenso, 

Rio indo pro mar

Bela paisagem, mas a água  é suja, a direita cinco barcos ancorados em piers particulares;
A esquerda uma cilclo via e uma calçada cinza, deste lado tem um barco e uma canoa feia.
Algumas palmeiras magrinhas olham e bebem a água suja do rio, elas estão em pé sobre um tapetinho de grama seca e tímida.
As sombras das palmeiras são mais magrinhas ainda.
Bem ao longe montanhas que não querem ficar nessa paisagem...

Árvore caída

Árvore deitada na areia da praia do Romance em Caraguatatuba.
Seu nome, chapéu de sol
Linda,
Frondosa
Porém triste.
Quase todas as suas raízes estão para fora da terra,
poucas raízes dentro da terra ainda clamando pela vida.
Atras da árvore está o mar, olhando atento essa árvore morrer.
Suas ondas congeladas na foto estão também tristes.
A areia cinza completa o cenário de desilusão.
Mas a natureza maravilhosamente sábia ainda permite que a árvore dê seus últimos suspiros.
Tristeza e semi morte.

Lábios de deusa


Frente da minha casa
Essa foto deve ser dividida por dois, onde a maior parte é de uma árvore que eu não sei o nome, mas ela tem flores cor de rosa, mas um rosa divino.
Nunca vi uma deusa, mas se elas existem, tem os lábios dessa cor.
Do lado esquerdo tem um pé de laranjas cujos galhos estão pesados e esse ano promete ser duro de agüentar a molecada pendurada no muro.
Calculando dois dedos acima da margem inferior dessa foto, aparece o muro, com telhas envelhecidas num tom cerâmica e bem ao fundo, no canto superior direito os fios da rede elétrica pegam carona nessa linda paisagem.

Meu limão meu limoeiro


Pezinho de limão, minha mãe fotografou com o celular...
O pé de limão está entre lajotas e essas lajotas tem um musgo verdinho, que parece uma saladinha de alface.
O chão está seco e contrasta com a cor brilhante das folhas que são verdes.
A foto não fora tratada, mas a natureza brinca com as cores, onde o branco e preto harmonizam-se com os diversos tons de verde.